domingo, 20 de Abril de 2014

Eles crescem, e nós... com eles.


E, sem que desse conta, passou um ano sem escrever aqui.
1 ano.

Tanta coisa por registar...
Gostava de ter tempo para escrever tudo o que vivo e oiço diariamente, mas não é fácil.

Certeza porém, que continua a ser o miúdo mais giro do [meu] Mundo,
 a criança mais adorável da história dos-pequenos-"anões", e continua a surpreender-me de dia para dia.

Está com 4 anos, a 3 meses dos 5.
Quero muito voltar aqui.
Sinto falta de escrever.
Saudades das pessoas, que desse lado, nos acompanharam desde 2008.

quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2013

Ainda do carro...

"...-Mãe, posso ir brincar a casa do João?

-A casa do João, do teu coleguinha?
-Sim mãe, eu queio muuuuunto.

-Mas a mãe não conhece os Pais do João...
não te posso deixar ir para casa de pessoas que não conheço.
-Oh mãe, mas tu conheces, chamam-se  Pais do João."

Conversas no Carro

Hoje estreia-se a rúbrica [!] Conversas no Carro.
Exacto.
No percurso do Colégio para casa sou sempre brindada com conversas peculiares.
Ontem foi assim:

Minutos depois de entrar no carro...
"-Martim, hoje brincaste muito?
-Mãe, eu já responde. Como foi o tabalho, correu bem o teu dia?"

terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

A saga dos chinelos


Todos os anos lhe compro 2/3 pares de chinelos por Inverno.
Não sei de quem é o defeito... se do fabrico, de dele.
Descolam-se, descosem-se, enfim...
Aproveitei os saldos para lhe comprar uns destes, daqui.
Os dele são com estrelinhas, e com uns calções jeans compridos e uma t-shirt engraçada, 
podem bem servir para uma ida à praia.

segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2013

Yes, I will.


Hoje [depois de ver os adereços], teve de se trajar a rigor e ver [pela 90ª vez] um dos Toy Story's.
A meio, diz-me: "Mãe, tu quer ser a minha cowbóia?"

Weekend



Comidinha caseira, daquelas receitas que se querem com tempo e paciência, banhos de imersão [mais] longos, cheios de espuma e gormitis [!], festa do colégio dela, e trabalho para a mãe.
Por cá, nem sempre conseguimos ter fins-de-semana [é raríssimo], pelo que todos os minutos
"livres" são sempre bem aproveitados.

Geek.

Depois de uns [quantos] dias em casa, esta tarde no regresso para casa:
"-A mãe já te comprou o chapéu do Woody e o resto das coisinhas...
-Uau, mãe. Obrigado. Mas tu não comprou a máscaia dos Titãs?
-Não, Martim, não havia. Procurei em todo o lado, mas não encontrei.
-Oh mãe, mas na minha intenet havia.
-Onde?!?
-Na minha intenet,no meu tabuet."

sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2013

Certinho "com'ó" destino...


... As viroses ou o raio-que-as-parta começam sempre nele.
Dele vêm para mim, depois para o Pai, depois para a Avó, e algumas vezes o Avô.


Espetáculo!
Ao fim de 2 dias lá se começam a sentir melhoras...
Este ano, nem tempo tive para tomar a Vacina da gripe, é sempre a somar pontos...

Já devia ser acionista da Farmácia aqui da zona.

terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

Segredos nossos

"Mãe, eu vou dizer-te uma coisa ao ouvido:
Gosto muito de ti!"

Sim, capitão!

No que concerne à disciplina, nunca tivemos grandes problemas, cá por casa.
Não é uma criança-cegamente-obediente, mas também nunca foi uma criança-extraordinariamente-desobediente.
Está no meio termo.

Naquele "lugar" onde tem liberdade e permissão para questionar, brincar, crescer, sem ser mal educado.
Acontece que existe uma linha mito ténue que separa ambos... todos temos conceitos de educação diferentes, e o que para mim é tolerável e adequado,
pode ser inversamente desadequado e intolerável para muitos.
Na conquista do que é o seu espaço, o caminho é longo, e se não houver alguma permissividade, não creio que possam experimentar e crescer harmoniosamente.
Hoje ficou em casa.
Está com imensa tosse, muito congestionado e não dormiu toda a noite.
Estive com ele durante a manhã a brincar e a ler livros, mas chegada a hora de me sentar ao computador, pedi-lhe que me desse algum tempo para trabalhar.
Percebeu a dinâmica da coisa, e foi para o quarto brincar.
Passo a passo, a sala começou a encher-se de brinquedos.
Primeiro um, depois outro, até que mal conseguia andar, sem obstáculos.
Como não sou muito dotada para os 100m barreiras, lá me afastei uns minutos do trabalho, enquanto lhe explicava que pode e deve trazer os brinquedos para a sala, contudo tem de os arrumar depois.
E, se para os trazer a euforia é gigante, já para os arrumar a coisa muda de figura.
E aqui apareceu o Capitão.
A mãe-Capitão.
Que ordenou ao Soldado que arrumasse tudo, enquanto lhe preparava o banho.
A brincadeira foi de tal forma engraçada, que depressa me fez continência e a palhaçada começou a reinar.
Em menos de nada, a sala estava arrumada, o banho tomado, e o lanche comido.
No fim, lá se rendeu ao cansaço, e acabou por adormecer  a ver o Toy Story.
Quem disse que vida de Soldado era fácil?

segunda-feira, 28 de Janeiro de 2013

Mãe sofre


Fui trocar umas compras, e como não havia nada que gostasse, lá veio mais um fato para o Carnaval.
Liguei-lhe a questionar sobre o que queria e respondeu-me que queria ser o Woody.


Ora sendo a fantasia, igual à da imagem, falta portanto encontrar um chapéu de cowboy e um lenço encarnado para o pescoço, que este deixa mesmo a desejar [pior ainda depois de posto!].
Venha de lá a folia que o Gormiti e o Woody estão à espera!
[e o que eu gostava de um Princípe!!!]

quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

O Mundo dele...


Desde cedo que o Martim manifestou interesse "no Puaneta".
Quer saber o nome dos Países, das Cidades, dos Oceanos...
E muitas vezes ,algumas das brincadeiras dele têm o mapa Mundo como ponto de Partida.
O Pai, mostra-lhe os continentes onde já esteve [I wish!], e explica-lhe as diferenças das culturas.

Saturada que estou, do papel de parede do quarto dele, há algum tempo comecei a pensar num novo tema, e numa nova decoração...
Com algumas dicas da "Tia Becas", lá começamos a idealizar a coisa.
O ponto de partida será exactamente este: o Mapa Mundo...
Ontem comprei o primeiro apontamento: um globo mealheiro!
Gostou tanto que queria dormir com ele.

Na Primavera começamos o makeover [pinturas com este tempo, nem pensar!].

quarta-feira, 23 de Janeiro de 2013

Mãe sofre!


Na semana passada, fui à procura de uma daquelas golas/cachecol para menino.
Mal sabia eu, que ía chegar a casa com um Saco com esta coisa medonha lá dentro!
Desde há umas semanas para cá, que me dizia que queria ser o Homem Aranha...
Já estava eu na caixa para pagar o Spiderman, quando olho para o lado e vejo nada mais,
nada menos que?
Máscaras de Gormitis!
Não consigo descrever a reação dele quando a viu.
Não a largou durante dias, e agora "teve de ir para lavar" ,para ver se me descansa a vista!
Como este ano, no Carnaval vai ter algumas festas [escola, aniversários, etc]
ainda lhe vou comprar outra...
Mas, rezo para que desta vez seja alguma coisa que não implique eu apanhar sustos dentro
da minha própria casa.

Ele e Ela ♥



De uma Amizade com 20 anos, nasceu esta.
São inseparáveis.
Cobram a presença um do outro, sempre que a ausência é mais prolongada...
Pensam um no noutro, em momentos que descrevem na perfeição o sentimento que os une:
No Natal, quando escolhia os presentes para ele, escolhia sempre para ela também!
Quando lhe peço que arrume o quarto, pergunta-me sempre se é ela que está para chegar...
[e, não, não se arruma só a casa para as visitas!
mas lá lhe ficou gravado de um algum dia em que aconteceu]
Não lhe posso chamar Joana, "É a Joaninha!".
E são a Tia e o Tio, de coração.
E que gostam dele, e ele deles como se de sangue se tratasse.
Quando estamos juntos, invariavelmente, sucumbem ao cansaço de tanta brincadeira,
e na maioria das vezes adormecem de mãos dadas.


[na fotografia : eles no 2º Aniversário dela]

Será possível?


Quando se chega a este ponto, é dramático.


terça-feira, 22 de Janeiro de 2013

The impossible



Vi este filme durante o fim-de-semana.
Impróprio para mães, recomendo toda uma caixa de Kleenex, durante os 114 minutos de lágrimas.
Quando terminou, a primeira coisa que fiz foi aconchegar o edredom ao meu Pequenito.

Lista de Desejos?



Esta tarde, no regresso a casa:
"-Mãe, quero um bebe, um peixe e um saco dos Titãs."

Speachless.


Ontem quando o fui buscar, estava na aula de Ginástica.
Entrei no Pavilhão, e fiquei a observá-lo à distância.
Estava integrado, participativo mas parecia-me triste.
Assim que me viu, disse-me ao longe:
"Tu és má!"
Enquanto se esforçava por não chorar.
Continuou a aula até ao fim.
Quando terminou, não saiu do "comboio" de regresso à sala,
e só à porta da dita, me abraçou.
Na sala esperavam por ele os 4 "matulões laranja",
que um a um e a sobreporem-se uns aos outros, me gritavam:
"O Martim é o meu melhor amigo!"
E, a educadora lá me contextualizou:
Desde que o Martim entrou para a Sala Laranja, que os mais "crescidos" disputam a amizade e atenção do Martim, pelos vistos a coisa é tão intensa que chegam a pedir para contar os minutos [?] que cada um passa com ele.
Protegem-no e mantêm-no debaixo da asa deles.
Ajudam-no nas actividades mais autónomas [lavar os dentes,etc] e brincam com ele.
Já me tinha apercebido, mas ontem foi flagrante.
Uma das auxiliares chamou-me, para me entregar um presente.
?
Um dos tais meninos, tinha levado um miminho para o Martim.
E lá lhe entregou todo orgulhoso, uma rena feita por ele e pela mãe [na imagem] e um chupa.
Fiquei perplexa.
Um gesto tão simples ,mas que me marcou profundamente.
Não há maior genuídade de sentimentos que esta.

segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

Ainda se fosse de cortiça...


Gosta mais de chucha agora, do que em toda a história da sua Vida.
Assim que chega à porta do colégio, ainda dentro do carro ,tira-a.
Lá, só a usa para dormir, e assim que sai.
Mas, se me distrair um pouco é menino para andar de rolha, em casa, todo o dia.
Obviamente , e estando a braços novamente com a "adaptação" ao colégio,
 não é a altura ideal para medidas mais drásticas...
Os vossos ainda usam?
Que truques usaram para desaparecer com ela?

Little Surfer Boy



Nem tudo é mau, quando eles crescem...
Okay, deixam de ser só nossos, de ter vozinha de bebe e ser totalmente indefesos,
mas também passam a poder usar [no caso: escolher!] artigos mais engraçados,
 e mais "matchy-matchy" com os Pais.
Adoro!