sexta-feira, 11 de junho de 2010

Ai se fosse comigo!

Hoje o Parquinho estava cheio de criançada.
Muitos colegios, que devem ter feito passeios com os meninos.
Crianças entre os 2 e os 5 anos ,presumo.
Enquanto brincava com o Martim, observava o comportamento das educadoras.
Fiquei em choque.
Desde miudos à chapada à sua frente, a criancinhas e atirarem-se (literalmente) dos escorregas, vi de tudo um pouco.
O que me chocou verdadeiramente foi assistir à "formação do comboio" para irem embora.
Alguns dos miudos mostraram-se menos receptivos à partida (claro, a brincadeira estava óptima) e uma das educadoras foi buscá-los com uma agressividade que me pos os nervos em franja.
Pegou nos miudos pelo braço, com uma força tamanha que eles começaram logo a chorar... e não se ficou por aí: desatou aos gritos com eles, com ameaças.
Percebo que não deve ser fácil "gerir" tanta criançada junta, mas há outras formas de os levar...
Será que os Pais daqueles meninos sabem que são tratados assim?
E vim com esta questão para casa.
Se algum dia eu visse uma educadora tratar assim o meu filho,
 o mais certo era eu própria "acertar-lhe o passo"!!!  )

2 comentários:

tete disse...

Possivelmente estavam descontentes com o facto de ontem ter sido feriado e ter de se trabalhar numa sexta apos o dito em vez de andar na boa vai e la, e se calhar meio portugal hj estar de papo para o ar ou os seus maridos e elas nao. A mim sempre me disseram as faltas existem para se dar....
Se queriam ficar em casa ou ir pastar ao inves de para ali ir, dessem uso as ditas, em vez de descarregar nas crianças.

Elisabete rosa disse...

no comments...