quarta-feira, 8 de junho de 2011

Do Amor maternal, o incondicional...

Dizia-me uma amiga que a cada dia que passa o amor pela filha aumenta.
Respondi-lhe que é o único amor, onde não existem "ex".
Há a ex-colega, o ex-amigo, o ex-namorado, o ex-marido, a ex-sogra...
Mas não há ex-filho, nem ex-pais.
É um amor para a Vida.
É uma relação que não tem fim, não é condicionada, não tem prazo de validade.
É a única relação que não alimenta ódios, rancor e mágoa.
Quando e se as coisas não correm bem [nestas idades ainda], um simples sorriso,
é capaz de destronar a mais majestosa pose de altivez.
E cresce... cresce um pouco todos os dias, aumenta à proporção das horas,
e não diminui com a mudança das estações, nem regride com as intempéries da vida.
É eterno.
E sei, infelizmente com conhecimento de causa, que nem à morte este amor sucumbe.

6 comentários:

A side of me disse...

E eu não podia estar mais de acordo com tudo o que escreveste!!

Amarelinha disse...

Lindo!!!!!
100% real..

Marta disse...

Concordo.
Nenhum AMOR é tão incondicional como o amor pelos nossos filhos. a partir do dia em que os seguramos nos braços percebemos que se tornam, para sempre, na coisa mais importante da nossa vida. E a tendência é para o AMOR crescer, crescer, crescer...
Beijocas*

Alexandra Silveira disse...

Concoro totalmente.
:)

Alexandra

Alexandra Silveira disse...

Concoro totalmente.
:)

Alexandra

Vera disse...

Ás vezes gostaria de transpor por palavras o que sinto pelo meu filho, mas escusado... é o verdadeiro AMOR.
Bjs Vera