terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Perguntas (In)Discretas! #1


Ora então, aqui ficam as perguntas que me têm deixado no Formspring.me, com as respectivas respostas!


vives onde?
A 700 metros da Praia... ;)

qual é a tua profissão?
Sales and MKT Manager... ;)

querias uma irmã ou um irmão para o martim?
Gostava de ter uma menina, mas se fosse um rapaz também não me importava! Adoro "garotos"! ;)
*

quanto tempo demoras-t a engravidar?
A gravidez não foi planeada... ;) mas foi muito desejada!

O Martim vai ter irmãos?
Eu gostava muito, sim. O cenário ideal para mim eram 3 filhos, mas se tiver 2 , já é óptimo! ;)

Desculpa a indescrição ...mas és jornalista?É k escreves muito bem , gosto muito de ver as novidades k vais postando no blog.Bjs
Não! Não sou! :) (apesar de fazer pontualmente algumas "coisinhas")

Que idade tens?
29

olá. Sou leitora assidua do teu blog, desde o inicio da minha gravidez e agora que já sou mama de uma menina Beatriz de 4 meses e 1 semana. Gostaria de te perguntar quais os produtos que usas no Martim ?Beijocas e duplos parabéns(pelo Martim e pelo B
Olá! :) Neste momento uso a gama completa da Mustela: o Creme Facial, o creme de corpo, o shampoo (até uso 2), o dermolavante, a água de colónia e o perfume... Para o rabiosque utilizo o Lutsine (eryplast). Beijos *


3 comentários:

Flor de Lótus disse...

Eu também uso mustela, mas apenas o dermolavante e o creme para o corpinho poruqe o creme para a cara secava-lhe muito a pele e comecei a usar um da aveia.

Cegonha2009 disse...

Querida Starfish (querida porque apesar de não te conhecer pessoalmente, já há bastante tempo que passaste a fazer parte da minha vida, aliás o meu blog surgiu inspirada naquilo que fazes com o teu...), já há algum tempo que sentia necessidade de te dar os parabéns. Os parabéns por conseguires ter um blog excelente, os parabéns por conseguires responder aos teus leitores, por dares sempre uma palavra de carinho, uma mensagem a todos os que te rodeiam. Os parabéns por conseguires ser uma mãe presente, por conseguires ultrapassar os teus medos, por já teres perdido aqueles quilinhos ;), os parabéns porque gostava de ser como tu!! Não te tenho inveja, tenho admiração por ti. Vivo numa luta diária comigo mesma porque não me sinto como antes. Antes de engravidar, no tempo em que conseguia fazer tudo e mais alguma coisa e ainda me sobrava tempo. Adoro ser mãe, amo o meu filho do coração mas faz-me falta a mulher que eu era e que sei que sou mas que está muito apagada. Às vezes sem forças, sem vontade de me olhar ao espelho, com vontade de desaparecer e de encontrar alguém que me entenda... mas quem? sinto-me sozinha e só o meu filho me faz sorrir. Admiro-te Starfish, és uma mulher e peras. A tua força de vontade, a tua disponibilidade... como te consegues organizar? Tens muitas ajudas? Desculpa estar a ser assim frontal, mas gosto da tua forma de encarar a vida, da tua jovialidade. Também tenho 29, dia 27 de Fevereiro chegam os 30 mas às vezes sinto-me com 70! Nunca fui de muitas lamúrias mas agora ando aqui assim neste estado. Tavez a ansiedade de ter de voltar ao trabalho e de não me sentir realizada naquilo que faço, o facto de ter de deixar o meu filho, só ter o meu marido a partir das 22h em casa.. pergunto-me como vou fazer? Acordar de manhã e preparar o meu filho, prepara-me a mim, ir leva-lo às avós, ir trabalhar, chegar ao fim do dia e ir apanha-lo, fazer o jantar e o almoço do dia seguinte, dar-lhe banho, a comida e tentar adormece-lo e ainda tratar de mim... será que vou conseguir fazer isto tudo com prazer? Tenho esperança que com o passar do tempo me vá habituando ao ritmo e o meu filho também porque ao ler os teus posts encontro forças.
Obrigada pelo teu blog, obrigada pela companhia...

Starfish disse...

Olá! :)
Antes de mais, obrigada pela enorme generosidade de palavras!
Ser mãe é um enorme desafio... testa as nossas capacidades e eleva todos os nossos defeitos e qualidades, ao limite!
Não há " A formula" correcta..."o segredo"...
Quando o Martim nasceu, senti-me extremamente vulnerável. Primeiro, culpei as hormonas... depois rapidamente percebi que esta sensação tinha vindo para ficar... O meu coração deixou de bater no meu peito... E como em todas as transformações e mudanças, tem necessariamente de haver um período de adaptação... Há pessoas que intrinsecamente se (re)adaptam, outras há que levam o seu (mais) tempo... 3,4,6,8,12 meses? 2 Anos? A Vida,como a conhecíamos, deixa de existir... e este período não é mesurável... Acredito que o tempo e a natureza se encarregam de dar uma ajuda!
Há que ser paciente e Acreditar!
Um enorme sorriso, e a certeza de que em breve te sentiras muito melhor!;)
*